QUERO AVALIAR OS MEUS SELOS

QUERO AVALIAR OS MEUS SELOS

Avaliar uma coleção de selos leva tempo e conhecimento. Por essa razão uma avaliação séria tem um custo.

Como fazer?

Verifique se na coleção existem selos de valor elevado que justifiquem os gastos com o tempo de um avaliador.

A RHM faz este tipo de trabalho e sugere que você envie as imagens dos selos por mensagem eletrônica para suporte@oselo.com.br. Isso não significa que será possível fazer uma avaliação, já que pelas imagens não podemos ver a filigrana (marca d’água), a existência de defeitos (afinamentos do papel), etc.

Algumas informações adicionais são necessárias.

Por exemplo: Existem indicações de compras em filatélicas (carimbos, envelopes, etiquetas) ou o colecionador comprou selos apenas nos Correios. Havia um fornecedor confiável? Alguma peça tem certificado de autenticidade? São selos anteriores a 1900?

Selos posteriores a 1940, geralmente, tem pouco valor comercial. Basta ver um catálogo de selos do mundo inteiro. Geralmente são 10 volumes de 1.000 páginas cada. Os selos de 1840 até 1940 (Primeiro Centenário), período onde estão as peças mais caras, estão em apenas um volume de cerca de 1.000 páginas. Mesmo assim, existem peças anteriores a 1900 de pouco valor.

Exemplos:

30 e 60 réis de 1850 do Brasil

Selos Dom Pedro de 50 e 100 réis.

E não confundir os Olhos de Boi de 1843 com os selos comemorativos de 1943. O aspecto físico é semelhante, mas os do centenário apresentam as palavras BRASIL e CORREIO e valem pouco.

Caso você tenha selos do Brasil de 1940 em diante, ou mesmo anteriores, a RHM disponibilizou um catálogo completo gratuitamente no www.catalogorhm.com.br. Para consulta-lo basta cadastrar-se no site www.oselo.com.br e responder a algumas perguntas. Isso dará acesso ao catálogo e também a loja.

Você verá que um selo cuja cotação é de R$ 1.920,00 (rhm:002), dependendo da qualidade pode custar de R$ 320,00 até R$ 9,500,00 (relação preço/qualidade).

Onde entra um avaliador profissional?

Justamente nos selos clássicos para atribuir valores aos selos de acordo com a qualidade e onde será preciso conhecimento para saber se a peça é autêntica, a filigrana está correta ou se a variedade não foi fabricada (remoção de cor, marmorizado quimicamente obtido, montagem, carimbo falso, remoção química de carimbo, etc.).

Quanto custa uma avaliação?

Vai depender do tempo gasto e o valor deste serviço não deve superar entre 2 a 3 % do objeto a ser avaliado.

A avaliação acompanha uma oferta de compra?

Sim. Avaliações mirabolantes sem uma oferta não devem ser consideradas. Existem avaliadores que não cobram nada pelo serviço que ou mencionam valores pequenos ou muito grandes (neste caso eles não desejam comprar).

Creio que assim fica claro como devemos proceder.

Boa sorte

Equipe RHM – desde 1948